Carregando...

Publicado em:
4/3/2020

Passada a crise do corona v√≠rus saia correndo para a China ūüá®ūüá≥!

Marcus Vinicus Freire

Voc√™ j√° deveria ter ido conhecer ‚Äúin loco‚ÄĚ o que a China est√° fazendo de diferente no mundo da inova√ß√£o.

Eu n√£o li, nem ouvi, eu vi e vivi a transforma√ß√£o da China nos √ļltimos 40 anos:

Minha 1a vez na China foi em 1982

Com menos de 20 anos ainda como jogador da sele√ß√£o brasileira de v√īlei fizemos v√°rios amistosos com os chineses l√° no in√≠cio da prepara√ß√£o da Gera√ß√£o de Prata de 1984, em uma China fechada, onde s√≥ se andava de bicicleta e ocidentais eram vistos como alien√≠genas. Pessoas falando ingl√™s era quase imposs√≠vel de encontrar e de Brasil eles s√≥ conheciam o Pel√©.

Voltei algumas vezes entre 2005 e 2007

Para preparar a chegada dos atletas para os Jogos Olímpicos de Beijing 2008, e aí já era outra China, que aproveitou muito bem a exposição de ser sede olímpica para mostrar uma nova cara para o mundo.

Vi o fim dos hutongs (favelas horizontais) e instala√ß√Ķes esportivas e hot√©is serem constru√≠dos em poucos meses.

E uma grande preocupação das autoridades chinesas em dar aulas de educação ocidental para a população em função das gigantes diferenças culturais.

Jogos Olímpicos de Beijing 2008

A ‚ÄúNova China‚ÄĚ foi apresentada para bilh√Ķes de pessoas na transmiss√£o da magn√≠fica abertura dos Jogos Ol√≠mpicos direto do Estadio Ninho de P√°ssaro, e depois da piscina do Cubo D‚Äô√°gua que recebeu recordes em s√©rie da nata√ß√£o. Al√©m de uma infinidade de hot√©is 5 estrelas com pre√ßos super acess√≠veis. Por√©m ainda com dificuldades com os acessos √†s plataformas n√£o chinesas de not√≠cias e procuras.

Jogos Olímpicos da Juventude de Nanjing 2014

Voltei a China em 2013 e 2014 em fun√ß√£o dos Jogos Ol√≠mpicos da Juventude duas vezes e j√° era muito forte a visibilidade da corrida chinesa no caminho da transforma√ß√£o digital. Nestes jogos a ‚ÄúNova Nova China‚ÄĚ mostrou a sua cara apenas seis anos ap√≥s Beijing 2008.

Miss√£o Digital 2019 com a @798 Ventures

Junto com 12 feras do mundo dos influenciadores brasileiros (lista abaixo) conhecemos a nova China depois de 5 anos da minha √ļltima visita, e a√≠ sim a certeza de que a China j√° lidera a ind√ļstria mundial da transforma√ß√£o tecnol√≥gica. Al√©m de um giro por cidades menores como Chengdu, a volta a Shangai, que hoje parece uma mistura de Nova York com Las Vegas e Hong Kong, foi impactante.

Em Beijing visitamos o Grupo Alibaba que hoje dita o futuro da comunicação digital através do Youku, Alipay, AliExpress, Alibaba Pictures e Literature, Tintin (WhatsApp do Alibaba), etc. Fomos também entender o mundo dos vídeos curtos do TikTok (Grupo Bytedance) e Kwai (Grupo Kuaishou).

A viagem pareceu ser em familia graças a maravilhosa companhia dos amigos: @kond @kondzilla, @gabriel_chalita, @camilacoutinho, @lemos_ronaldo, @ritalobo, @belamartinsc, @lucasmarquespf, @edu.cavaliere, @otavio.costa.miranda, @leocaldas, @erickcoser e da primeira dama @claudia_liechavicius

Quem ainda não foi para o outro lado do Mundo, espere a crise do Corona vírus passar, e se mande para lá!